Megamax.com             Megamax Top                 Sua Cara Seu Estilo

Comprar

Logo_Homepage     Logo_Homepage     Logo     Logo 120x60     logo Logo_Homepage     Logo     Logo_Homepage     Logo Avon     Logo Logo     Logo_Homepage     Logo     Logo_Homepage     Logo - Homepage

Ataques de piranhas

A piranha mede aproximadamente 15 centímetros e tem os dentes afiados

Os constantes ataques de uma espécie de piranha, conhecida como pirambeba ou piranha branca, está assustando banhistas que buscam diversão nas águas do rio São Francisco no trecho que compreende o município de Pão de Açúcar, no Sertão de Alagoas.

Os ataques da espécie que mede aproximadamente 15 centímetros e que possui dentes afiados se tornaram mais frequentes na semana do carnaval com o aumento do fluxo de banhistas na prainha.



A estudante Emmanuely, 14 anos, foi mordida no domingo de carnaval. E a marca do ferimento ainda é visível. “Eu puxei meu dedo com tudo e saí da água. Estava saindo muito sangue e doendo bastante”, conta.

O ferimento no calcanhar do estudante Lucas André da Silva é mais recente e ainda incomoda. “Eu estava no rio brincando com os amigos quando senti a mordida. Doeu muito e saiu muito sangue”, relata.

Nos últimos dez dias 25 pessoas foram vítimas dos ataques das piranhas e deram entrada no hospital de Pão de Açúcar. “Ainda tivemos conhecimento que muitas outras pessoas não passaram por aqui e um deles chegou a informar que o ferimento continua sagrando”, diz a diretora da unidade de Saúde, Maria da Graças.




Os ataques aconteceram no trecho conhecido como Prainha, que fica perto da estátua do Cristo, onde a profundidade é maior. Uma das razões seria a baixa vazão do rio, conta a diretora de Meio Ambiente de Pão de Açúcar, Glória Miranda. “As pessoas tomam banho em um trecho onde ocorre o processo da piracema. Com isso, o homem invade o habitat e o peixe reage”, diz.

O desequilíbrio da cadeia alimentar e as recentes chuvas nos afluentes do São Francisco também estão atraindo as piranhas para mais perto das margens, conta o secretário de Turismo do município, Ramon Carvalho. “Como os peixes não encontrando alimento com facilidade estão seguindo para às marges do rio onde há resto de comida deixado pelos banhistas”, acrescenta.

Medidas estão sendo avaliadas para não afastar os banhistas e nem prejudicar o meio ambiente. Até o dia 28 deste mês a pesca no rio São Francisco está proibida por causa do período de defeso.


Fonte: g1  Fotos: Divulgação

0 Response to "Ataques de piranhas"

Postar um comentário